A obesidade é genética?

barriga grandeUm dos problemas mais frequentes, principalmente nos jovens de hoje, é a obesidade. Os pais, com um ritmo de vida acelerado, por vezes não têm o devido tempo para cuidarem dos filhos como desejariam e em particular, em termos de alimentação. Hoje em dia os “fast food” estão na moda e acessíveis a todos, o que provoca nos jovens doses excessivas de gordura que os levam a ficarem gordos e com problemas de saúde, principalmente, a nível cardiovascular.

A obesidade pode ser de facto genética. Isto pode dever-se a uma má alimentação por parte da mãe durante a gravidez, e daí, induzir no feto graves doses de má alimentação, fazendo que, essa criança, tenha fortes tendências a ser obesa.

Uma alimentação forte em frutas, legumes e verduras é uma mais-valia para que a criança nasça com índices de uma vida saudável e que não terá graves problemas ligados ao excesso de peso. Este problema afeta milhares de crianças em todo o mundo e é já uma preocupação para o futuro, pois poderá estar a formar-se uma geração de crianças obesas, crianças essas que serão o futuro do mundo.

No filme Wall-E, essa história é muito bem retratada. A Terra sofre um ataque químico e todas as pessoas da mesma são colocadas numa nave espacial que é mandada para o espaço para proteger a população. Wall-E, que é o robô mandado para tomar conta da Terra e quando houver nível de vida possível terá de dar o sinal. Mas passemos à fase da nave. Nesta, todas as pessoas, incluindo bebes, são obesos. Estão todo o dia sentados em cadeiras que os transportam para todo o lado e isso faz com que muitos deles tenham nascido na nave e nem saibam andar. Muitos dos que já eram nascidos desaprenderam a andar e com o peso bruto, nem se conseguem levantar. Tudo isto para dizer que, em breves palavras, a alimentação destas pessoas era à base de “fast food”. Trazendo assim este exemplo de desenhos animados para a realidade, é o medo que muitos cientistas têm no futuro do planeta.

Deixando agora um pouco a ficção de lado, a obesidade, podendo ser genética, traz assim casos de pessoas que tomam as devidas precauções para que isso não aconteça, em especial, mas mães, que, em fase de gestação evitam comer produtos que não são saudáveis e mesmo a ingestão de medicamentos.

Com isto, estão assim a proporcionar uma gestação mais saudável e livre de perigos para os filhos, o que fará com que nasçam com todos os indicadores fortes de que terão uma vida plena pela frente.

Nos dias de hoje, a informação já é passada nas escolas aos mais novos para que possam, não só, passar a ter mais cuidados na alimentação mas sim para ensinarem ao irmãos mais novos e talvez até mesmo aos pais, que, no tempo deles, não tinham acesso a tanta informação como existe nos dias que correm.

Com isto pretendo que saiba que a obesidade é realmente genética, por isso, se é um destes casos de gravidez ou conhece alguém que lhe possa oferecer este tipo de informação preciosa não perca tempo, poderá ajudar e muito a futura vida de uma criança.

Deixe o seu comentário